Como fazer o Envase da Cerveja Artesanal

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Com o priming preparado e a nossa preciosa cerveja devidamente transferida para outro balde, iniciaremos agora o envase da cerveja artesanal.
Envase da Cerveja Artesanal
Uma dica importante: separe uma quantidade suficiente de garrafas para acomodar toda sua cerveja e faça a devida limpeza e sanitização delas. Isso pode ser feito durante a preparação do açúcar invertido ou até mesmo antes.

Limpe as garrafas com uma escova – daquelas de limpar mamadeira – e um pouco de detergente neutro, se preocupando em retirar toda sujeira que estiver no interior das garrafas. Enxágue-as muito bem! Após a limpeza faça a sanitização de todas elas com uma solução de iodo.

Como fazer o envase da cerveja artesanal

Com as garrafas devidamente limpas e sanitizadas, vamos enchê-las lentamente até aproximadamente 2 dedos do gargalo. Para diminuir uma possível aeração da cerveja durante o envase, incline um pouco a garrafa de uma forma que o líquido escorra pela lateral e vá até o fundo da garrafa.

Em seguida, coloque a tampinha devidamente sanitizada sobre a garrafa e, com auxílio do colocador de tampinhas, lacre-a bem.

Para a sanitização da tampinha, antes de colocá-la na garrafa borrife um pouco de álcool 70% sobre ela e em seguida sacuda um pouco para tirar o excesso.

Quer Aprender Mais Sobre Cerveja?

Cadastre seu email abaixo e receba gratuitamente as dicas e atualizações do blog!

Fique tranquilo, também odiamos spam 😉

Armazenamento das garrafas durante a refermentação

Após o envase, armazene suas garrafas em pé num ambiente fresco e sem luz, a uma temperatura próxima ao limite da de fermentação, por um período de aproximadamente 15 dias.

Lembrando que dependendo do estilo e do tempo de maturação, o período de carbonatação pode variar um pouco, pois a refermentação seguirá as mesmas fases da fermentação mas num período um pouco menor.

Caso esteja muito ansioso para ver seus resultados você poderá experimentar uma garrafa teste semana após o envase, porém é bem provável que a refermentação ainda não esteja completa.

Uma Saison do Condado da Cerveja =)

Uma Saison do Condado da Cerveja =)

E assim terminamos nossos artigos de Como Fazer Cerveja em Casa. Lembrando que, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, fique à vontade para comentar. =)

Cheers!

Quer Aprender Mais Sobre Cerveja?

Cadastre seu email abaixo e receba gratuitamente as dicas e atualizações do blog!

Fique tranquilo, também odiamos spam 😉

9 ideias sobre “Como fazer o Envase da Cerveja Artesanal

  1. Gustavo

    Opa, boa noite! Fiz uma weiss e em um livro que tenho fala que o Co2 necessário na garrafa e de 3,5 e 3,75. Até ai tudo bem, mas pela sua experiencia vc acha que demora quantos dias para a cerveja em garrafa chegar a esta carbonatação? E que se passaram 6 dias e ela chegou a 2,2 barras. Está armazenada debaixo de uma mesa em temperatura ambiente.
    Outra dúvia, pode ocorrer de não carbonatar ate 3,75?
    Ela pode carbonatar dentro da geladeira ou somente fora da geladeira?
    Obrigado!

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Fala Gustavo!

      Pela sua experiência vc acha que demora quantos dias para a cerveja em garrafa chegar a esta carbonatação?

      Diferente do que observamos em algumas receitas, não se tem um tempo exato para a conclusão da refermentação, vai depender de diversos fatores tais como: qualidade da fermentação, tempo de maturação a frio, estresse sofrido pela levedura, temperatura de refermentação, entre outros. Mas de qualquer forma, eu costumo aguardar um mínimo de 15 dias de refermentação para fazer um “teste”.

      Outra dúvia, pode ocorrer de não carbonatar ate 3,75?
      Pode sim, isso vai depender da quantidade de CO2 saturado na cerveja após a fermentação e a quantidade de açúcar utilizado no priming. Nesse post tem uma explicação bem interessante desse calculo: Como fazer a Carbonatação da Cerveja Artesanal.

      Ela pode carbonatar dentro da geladeira ou somente fora da geladeira?

      Dentro da geladeira, isso se ela estiver em sua temperatura de trabalho normal, é bem provável que as leveduras comessem a “adormecer” e não terminem a refermentação, o ideal é refermentar na mesma temperatura de fermentação ou em temperatura ambiente.

      Abraço e boas cerveja!

      Responder
      1. Gustavo

        Valeu David pelas respostas… na verdade é minha primeira cerveja, “primeira cria”. Comprei o priming liquido no lamas para 20 litros de cerveja, como engarrafei 27 garrafas de 500ml 13,5l, acho que não faltou açúcar para o Co2. Dilui este açúcar líquido após ferver 100 ml de água e dei uma ‘hidratada” nesse priming com o erlenmeyer.
        Curtir o post “Como fazer a Carbonatação da Cerveja Artesanal.”
        Abraço!

        Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Gibran,

      A sanitização com o iodo na proporção de 12,5ppm não tem a necessidade de enxague, assim, basta escorrer o sanitizante e usar tranquilamente.

      E no caso da sanitização das tampinhas com o álcool 70%, basta tirar o excesso.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  2. Marcello

    Olá tenho uma dúvida com relação a armazenagem. Seria dentro da geladeira ou ao ar livre? Terminei a fermentação secundária em 20 graus, seria essa temperatura de carbonatacao? Disponho de local fresco mas não escuro, como faço?

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Marcello,

      Para o armazenamento da cerveja pronta, o melhor é mantê-la refrigerada, pois, a temperatura elevada tende a acelerar o processo de envelhecimento dela.

      Quanto a temperatura de carbonatação, o ideal é se basear na mesma utilizada para fermentação, todavia, se você quiser dar uma “acelerada” na refermentação, pode conduzi-la na temperatura da fermentação secundária tranquilamente.

      Com relação ao local, o importante é que as garrafas fiquem longe da luminosidade direta do sol e/ou luz fluorescente.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  3. Alessandro

    Olá David, tenho uma dúvida, meu whirlpool não tem sido muito eficiente, mesmo com whirlfloc, tenho tido que usar uma peneira bem fina para transferir para o fermentador, ainda assim a peneira entope, dá um certo trabalho..acho que a serpentina atrapalha o whirlpool, talvez eu tenha que coar antes e fazer o resfriamento com a serpentina já no fermentador, sei lá.., mas minha pergunta é o que você acha de eu usar uma peneira bem fina na trafega do fermentador para o recipiente de envase? Vai reter fermento? Vou ter problemas com a refermentação na garrafa? Aumenta o risco de oxidar?
    Obrigado, Abraços.

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Alessandro,

      Me diz uma coisa, qual seria a sua intenção em utilizar uma peneira nessa etapa?

      Pergunto, pois, uma clarificação a frio adequada já é o suficiente para que todo o excesso de levedura, proteínas e trub decante e fique no fundo do balde.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*