Como Fazer Cerveja Artesanal

Pensando em fabricar a sua própria cerveja? Então fique tranquilo, até porque, como já foi dito e comprovado aqui no blog utilizando as técnicas e os equipamentos certos é possível fazer cerveja em casa de uma forma descomplicada e prazerosa, e aqui eu serei o teu guia nessa sua jornada de como fazer cerveja artesanal.

E para começar…

Como Fazer Cerveja Artesanal

Como Fazer Cerveja Artesanal

Antes de colocarmos a mão no malte, deixe eu te explicar alguns pontos essenciais.

Para que você possa degustar toda essa maravilhosa aprendizagem de como fazer cerveja em casa, nos tópicos abaixo eu dissequei as partes fundamentais do processo de fabricação da cerveja artesanal, da seguinte forma:

1 – Conheça os Insumos
Nesse tópico você conhecerá um pouco mais acerca dos insumos essenciais para a fabricação da cerveja, que são: a água cervejeira, o malte, o lúpulo e a levedura.

2 – Equipamentos para se Fazer Cerveja
Aqui te apresentarei os equipamentos necessários para você iniciar o teu fabrico, além de te guiar na montagem do seu Kit Cervejeiro.

3 – Processo de Produção da Cerveja
Chegou a hora do fabrico! Aqui você aprenderá em detalhes cada uma das etapas do processo de fabricação da sua cerveja, passando desde a moagem do malte, a brassagem, lavagem do bagaço, a fervura do mosto, a lupulagem, resfriamento, fermentação, maturação, envase e carbonatação.

Sim meu amigo cervejeiro, teremos uma longa e prazerosa jornada pela frente…

Mas antes de iniciarmos essa nossa jornada de como fazer cerveja artesanal, deixa eu te apresentar três dos elementos fundamentais na fabricação da cerveja, que são: o Processo, a Assepsia e a Paciência.

O Processo será teu guia nessa jornada cervejeira, ele te conduzirá de forma objetiva para a fabricação de seu precioso líquido, e é justamente aqui, onde eu serei o teu facilitador nessa aprendizagem.

A Assepsia, por sua vez, será a tua grande aliada, pois se tratada com respeito e dedicação mais de 50% de todo o seu processo de fabricação terá grandes chances de dar certo.

E a Paciência? Pois é, entenda que o caminho que a tua cerveja percorrerá da panela até o copo será um tanto quanto longo, assim, a paciência é um dos fatores importantíssimos para se concluir com êxito todas as etapas da fabricação.

Entendido? Então vamos aprender a fazer cerveja em casa! 🙂

Aprenda a Como Fazer Cerveja

Bom, acho que já escrevi o bastante, vamos ao que interessa: Fabricar sua Própria Cerveja!

1 – Conheça os Insumos

A água cervejeira
Água CervejeiraA água cervejeira tem um papel fundamental no processo de fabricação podendo influenciar a qualidade e o sabor de sua cerveja, portanto, entender os detalhes e técnicas para adaptações dos seus perfis é imprescindível.

 

 

Da cevada ao Malte
Da Cevada ao MalteConheça o caminho percorrido pela cevada para se tornar o nosso querido malte e quais as diferenças entre os diversos tipos de malte encontrados.

 

 

A Química do Lúpulo
A Química do LúpuloConhecer um pouco da intimidade da nossa querida trepadeira será fundamental para entendermos melhor quando e como utilizar um determinado tipo de lúpulo em nossas receitas.

 

 

Leveduras: o que são e quais suas funções
leveduraEntenda a atuação da levedura no processo de fermentação do mosto, a formação dos aromas e sabores, além do seu papel definitivo: a transformação do mosto em cerveja.

 

 

#2 – Equipamentos para se Fazer Cerveja

Equipamentos necessários para se fazer cerveja em casa
BrassagemDiferente do que se possa imagina, para se fazer cerveja em casa você não irá precisar de nada extraordinário ou de outro mundo, para desmistificar isso, conheça a lista dos equipamentos necessários para se fazer cerveja artesanal em casa.

 

 

Como montar sua Panela Cervejeira: Mostura e Fervura
Panela Cervejeira
Quer economizar uns trocados na hora de adquirir seus equipamentos para fazer cerveja artesanal? Monte você mesmo sua panela cervejeira.

 

 

Como montar seu Fermentador e Maturador
torneira-fermentador-instaladaAprenda a montar seu fermentador e maturador, e pode ficar tranquilo, não será nenhum bicho de sete cabeças.

 

 

 

Como montar um Airlock Caseiro
nivel-agua-airlockO Airlock é essencial para os processos de fermentação e maturação da sua cerveja, e você poderá fazer seu airlock caseiro de uma forma fácil e barata, seguindo o tutorial desse post.

 

 

Como Montar seu Chiller de Imersão
Chiller ImersãoAprenda a como montar seu Chiller de Imersão gastando pouco, e agilize o resfriamento do seu mosto após a fervura.

 

 

 

Como Instalar o Termostato na Geladeira Cervejeira
Aprenda a instalar corretamente o Termostato Termostatoem sua geladeira cervejeira, para que você tenha o controle de temperatura da fermentação e evite a formação de alguns aromas e/ou sabores indesejáveis na sua cerveja.

Quer Aprender Mais Sobre Cerveja?

Cadastre seu email abaixo e receba gratuitamente as dicas e atualizações do blog!

Fique tranquilo, também odiamos spam 😉

3 – Processo de Produção da Cerveja

A importância da Limpeza e Sanitização na Produção de Cerveja

Entenda a importância da limpeza e sanitização na produção da sua cerveja e quais as melhores práticas para se evitar uma possível contaminação em sua leva.

 

 

Moagem do Malte

Foto Cronix Beer

Uma das partes fundamentais da fabricação da cerveja é a Moagem do Malte e aprender a fazê-la corretamente será imprescindível para a eficiência de sua brassagem.

 

 

Aprenda mais sobre a Brassagem da Cerveja Artesanal
Brassagem Cerveja ArtesanalA Brassagem é sem dúvida uma das partes mais importantes do processo quente da produção da cerveja e entender suas nuances lhe permitirá dominar as características desta etapa e ficar atento a qualquer modificação que se faça necessária durante o fabrico.

 

 

Aprenda mais sobre Clarificação e Lavagem do Mosto
Processo de Clarificação do MostoCom o término da Brassagem iniciamos o processo de Clarificação e Lavagem do Mosto, que serve basicamente para separar o mosto açucarado do bagaço, evitando assim, que algumas partículas sólidas passem para o Processo de Fervura.

 

 

A importância da Fervura do Mosto
Fervura do MostoA Fervura do mosto é a última parte quente do processo de produção da cerveja, sendo responsável pela formação de uma parte dos aromas e sabores da cerveja.

 

 

Como fazer a Lupulagem

Chegou a hora de temperar nossa cerveja!

O lúpulo é sem dúvida um companheiro inseparável de qualquer receita cervejeira e saber Como Fazer a Lupulagem é tão importante quanto tê-lo em sua receita.

 

 

Resfriamento do Mosto

Processo de produção cerveja artesanal - Resfriamento do mosto

Entenda a importância e os objetivos do Resfriamento do Mosto, e aprenda a evitar alguns problemas pontuais que podem comprometer sua tão esperada cerveja.

 

 

Aeração do Mosto
Aeração do MostoA Aeração do mosto consiste em introduzir uma quantidade suficiente de oxigênio para auxiliar na multiplicação das leveduras e garantir uma fermentação saudável do mosto.

 

 

Como Inocular Corretamente a Levedura
Reidratação da LeveduraPode parecer uma das etapas mais básicas do processo, porém, se não souber como inocular corretamente a levedura e não levar em consideração alguns fatores fundamentais nesta etapa, poderá prejudicar o processo de fermentação e gerar alguns off-flavors inesperados em nosso precioso liquido.

 

Aprenda sobre o Processo de Fermentação
Maturação da Cerveja ArtersanalMuitos se preocupam excessivamente com a brassagem – não que não seja importante – mas acabam negligenciam o processo de fermentação, porém, esta parte do processo tem um papel essencial na produção da cerveja artesanal, pois é nesta etapa que as leveduras transformam o líquido adocicado que produzimos na tão desejada cerveja.

 

Como fazer a Maturação da Cerveja Artesanal
Maturação da Cerveja ArtesanalA maturação é um processo de arredondamento dos aromas e sabores da cerveja e saber como conduzir esse processo é tão importante quanto entende-lo.

 

 

Como fazer a Carbonatação da Cerveja Artesanal
Como fazer a carbonatação da Cerveja ArtesanalAgora que sua cerveja já passou por um período de maturação e clarificação, é chegada a hora de aprender a como fazer a carbonatação da cerveja artesanal, a qual poderá ser feita de diferentes modos, sendo o Priming e a Carbonatação Forçada, os dois métodos mais utilizados na fabricação caseira.

 

Como fazer o Envase da Cerveja Artesanal
Envase da Cerveja ArtesanalCom o priming preparado e a nossa preciosa cerveja devidamente transferida para outro balde, iniciaremos agora o envase de nossa cerveja artesanal.

 

 

Ficou com alguma dúvida? Fique a vontade para comentar… =)

Quer Aprender Mais Sobre Cerveja?

Cadastre seu email abaixo e receba gratuitamente as dicas e atualizações do blog!

Fique tranquilo, também odiamos spam 😉

22 ideias sobre “Como Fazer Cerveja Artesanal

  1. Pingback: A importância do Software Cervejeiro

  2. Drielle Tamashiro

    Oi, David
    Recentemente venho acompanhando suas publicações, que é referência para as diversas duvidas que tenho, e gostaria de saber: acha possível começar a fazer cerveja artesanal com baixo (leia-se baixíssimo) capital?
    Moro em São Paulo e tenho acesso à zona cerealista, lá existem lojas onde acredito que possa encontrar tudo o que necessito para começar a produção, porém, com pouco dinheiro fico na dúvida se conseguirei dar início a esse projeto…
    Aguardo sua opinião 🙂

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Drielle,

      Sim, é bem possível! Eu mesmo quando comecei usei um orçamento bem reduzido..rsrs

      Todavia, vale ressaltar que muito desse custo inicial está intimamente ligado ao tamanho das levas que você pretende fabricar, onde no caso de levas de 20 litros é bem possível sim.

      No começo, o maior custo que você terá ficará por conta da aquisição dos equipamentos, no entanto, para ajudar a reduzir os custos daqueles que estão começando nessa jornada, publiquei aqui no blog vários artigos ensinando a montar os equipamentos necessário para a fabricação de cerveja em casa. 🙂

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  3. Peralta

    Ola David

    Quando a gente faz priming a levedura vai consumir o acucar e transforma-lo em CO2. Neste proceso e liberado alcool adicional? Caso afirmativo o FG pode ser modificado pelo priming?

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Peralta,

      Sim, em média com a adição do priming o ter alcoólico aumenta em cerca de +0,2% do volume, no entanto, a FG em si não é alterada, somente nos casos onde a fermentação não estava realmente completa.

      Forte abraço e ótimas cervejas

      Responder
  4. Francisco

    Bom dia David . Estou montando meu kit cervejeiro e gostaria da sua orientação quanto ao chiller para 20l . A principio , penso no pre chiller com 7,5 m acoplado em série ao chiller com 15 m para panela do mosto ( comprei uma no. 40 ) . Face ao custo , penso utilizar tubo de aluminio , porem tenho dúvida quanto à bitola 3/8 ou 1/2. Desde já agradeço sua atenção . Abç

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Francisco,

      Bem, quanto maior a bitola mais eficiente será o resfriamento, ou seja, um chiller feito com uma bitola de 1/2″ resfriará o mosto mais rápido que o de 3/8″. Assim, vale observar o custo x benefício nessa hora, que nesse caso, vale a pena optar por um de 1/2″.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  5. Carlos Júnior

    Olá David, comecei a fazer cerveja agora, e fiz duas receitas uma ale e uma pilsen, só que em ambas a fermentação esta sendo ambiente. Entendi agora que na pilsen a temperatura para a fermentação deveria ser mais baixa (a temperatura tem ficado mais baixa por causa do inverno 18 graus + ou -). Para a Ale posso manter temperatura ambiente em outras receitas? E na pilsen caso consiga uma geladeira qual a temperatura media pra fermentação? E por ultimo, após uma semana, quantos dias devo deixar maturando as mesmas e em qual temperatura? Obrigado e parabéns pelo post !!!

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Carlos,

      Sim, a temperatura de fermentação da Lager é bem mais baixa que a da Ale, em média podemos citar que:

      – A temperatura de fermentação de Ale fica entre 17 – 24 graus;
      – E da Lager, entre 6 e 12 graus

      Quanto a fermentação em temperatura ambiente, se for uma ale e na temperatura citada, pode sim. No entanto, é sempre recomendável que se faça a fermentação numa temperatura controlada (geladeira + termostato), para que assim, você tenha um controle maior da formação de alguns subprodutos durante a fermentação e evite diversos off-flavors.

      Quanto ao tempo de fermentação e maturação, nesses posts eu explico como funcionam cada uma das fases e a melhor forma de conduzi-las:

      Aprenda sobre o Processo de Fermentação
      Como fazer a Maturação da Cerveja Artesanal

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  6. Francisco

    Olá, David, muito bom seu blog, tenho acompanhado direto. Tenho uma dúvida: para a sanitização tenho usado o PAC 200 e neste caso é importante que a água usada na diluição do PAC 200 esteja sem cloro. A dúvida é: neste caso, para remover o cloro da água, posso usar estes produtos anti-cloro disponíveis no mercado (tiossulfato de sódio)? Ou isso pode impactar na cerveja?

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Francisco,

      A melhor forma, e mais barata, para se eliminar o cloro da água é fervendo ela por uns 20-30 minutos, assim, você eliminará o cloro e não terá preocupações quanto a possibilidade de impactar no aroma/sabor da sua cerveja.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  7. Rodrigo Nunes

    Parabéns por difundir a cultura da cerveja e não se preocupar em manter o conhecimento apenas para si.
    Achei muito completo o seu blog.
    Tenho uma pergunta:
    Há hoje no mercado cervejas sem glúten ou com a concentração reduzida a ponto do celiacos poderem consumi-las sem sofrerem os sintomas da doença celíaca, que podem ir de um desarrranjo simples ou constipação intestinal, até câncer ou demência.
    Sou muito fã de uma cerveja (gluten-free) da República Tcheca chamada Celia (só sei que utilizam Saaz na fórmula). Gostaria de saber se conhece uma fórmula equivalente que não utilize cevada ou que lance mão de uma enzima para quebrar o glúten e atingir concentrações muito baixas (nível de ppm).
    Sabe onde estes grãos podem ser comprados? Como fazer a cerveja considerando que a mistura deles contempla diferentes poderes diastaticos?
    Um forte abraço e muito sucesso!!!

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Rodrigo,

      Eu que agradeço por fazer parte do Condado da Cerveja =]

      Bem, ainda não tive nenhuma experiência com a produção de cervejas sem glúten, todavia, já acompanhei algumas produções com a utilização do Extrato de Sorgo da Briess o que pode ser uma solução. Até nesse site http://gfhomebrewing.blogspot.com.br/ você encontra algumas receitas utilizando esse extrato.

      Uma outra alternativa é a utilização do Clarity Ferm com o intuito de reduzir a concentração do glúten, que se não me engano fica <20 ppm, como explicado nesse experimento http://beerandwinejournal.com/clarity-ferm-i/.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  8. Douglas

    Ola David,
    Estou querendo começar a fazer cerveja, porem sao varios os sites que ensinam e relacionam os equipamentos porem cada um com diferentes receitas e equipamentos, sendo eu um leigo na producao como faco para saber qual o melhor, pois receitas sao varias mas penso que pra quem nao tem nocao alguma tera que ser muito detalhada ou se vc tiver os equipamentos necessarios e receita tbm fico grato. Moro no sul de Santa Catarina.

    Grato

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Douglas,

      Primeiramente meus parabéns pela sua iniciativa em se aventurar nessa maravilhosa jornada cervejeira =)

      Com relação aos equipamentos, nesses post’s eu mostro como você pode montar os teus equipamentos para a fabricação de cerveja, e assim, economizar uma grana:

      – Equipamentos para fazer cerveja em casa
      – Montando seu Kit Cervejeiro

      Quanto a receita, nesse post “Aprenda a Criar Receitas Cervejeiras” tem o link de alguns diretórios com excelentes receitas cervejeiras para consulta.

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder
  9. Carlos Andreão

    Boa noite David!
    Curti muito seu site. Tava procurando por isso há algum tempo e só encontrava kits cervejeiros prontos para comprar (e os zói da cara).
    Aí criei uma lista aqui no bloquim de notas e fui pesquisando o preço de mercado de cada item pra ver quanto seria o investimento montando eu mesmo.
    Deu +/- R$ 800,00 fazendo eu mesmo o chiller, as panelas cervejeiras, airlock e talz.
    É poraí mesmo né cara? D: kkkkk

    Abração!

    Responder
    1. David Silva Autor do post

      Olá Carlos,

      Eu que agradeço por você fazer parte do Condado da Cerveja 🙂

      Isso mesmo!
      E a vantagem de você montar seu próprio equipamento, conforme as orientações desses posts, é que além de você economizar uma grana você pode montá-lo de acordo com os teus objetivos, podendo ainda fazer adaptações futuras e, sem contar, que o valor sentimental dele aumenta bastante…rs

      Ah, não esquece de contar como foi sua primeira brassagem…

      Forte abraço e ótimas cervejas.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*