Moagem do Malte

224 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 224 224 Flares ×

Bem meu amigo cervejeiro, agora que estamos com nossos equipamentos montados, vamos avançar para o próximo estágio de nossa jornada para Aprender a Fazer Cerveja em Casa: o Processo de Produção da Cerveja Artesanal.

E inicio esse tópico com uma das partes fundamentais da fabricação da cerveja artesanal: a Moagem do Malte.

A moagem do malte tem um impacto direto sobre a eficiência geral da brassagem, e tem o objetivo de expor o endosperma dos grãos e separá-lo da casca, e não simplesmente triturar o malte.

Importância de uma boa Moagem

Como dito, a moagem tem por objetivo expor o endosperma contido no interior dos grãos, o qual é rico em amido, para que durante a brassagem as enzimas quebrem esse amido em açúcares menores que posteriormente serão consumidos pela levedura no processo de fermentação.

Para uma boa moagem, o ideal é controlar seu moedor para obter uma quantidade razoável de cascas inteiras, um pouco de farelo e praticamente nenhum grão inteiro.

As cascas são importantes pois nos auxiliarão na filtragem e clarificação do mosto, tornando-o mais límpido.

Equipamentos Necessários para Moagem do Malte

Para a moagem do nosso malte, podemos utilizar dois tipos de moedores: o de discos (próprio para cereais) ou o de rolos.

Caso venha a optar pelo moedor de discos, uma das marcas mais utilizadas é a Guzzo que pode ser encontrada facilmente por um preço que varia de R$ 80 a R$ 100.
Moedor de Cereais

Hoje já encontramos alguns fornecedores nacionais de moedores de rolos que produzem equipamento de alta qualidade e em aço inoxidável, porém o preço ainda continua um pouco “salgado”.
Moedor de Rolos

Para quem está iniciando, o moedor de discos se torna uma ótima opção custo-benefício, porém o de rolos proporciona uma melhor eficiência da moagem.

Dicas para uma boa moagem

Não moa seu malte no liquidificar, exceto em casos de vida ou morte: O liquidificador proporciona uma péssima moagem, pois, além de deixar muitos grãos inteiros, ele tritura uma boa parte do malte, o que afeta diretamente a eficiência da brassagem. Portanto, na hora de comprar/montar seu kit para fazer cerveja em casa, não deixe de fora o moedor.

Qualidade da moagem: Para uma moagem razoável o ideal seria uma proporção em torno de 30% de cascas inteiras, 55% de sêmolas, 12% de farinha e nenhum grão inteiro.

Moa o malte um dia antes: Moer o malte um dia antes te poupará energia e você ganhará tempo no dia da brassagem.

Regulagem dos discos/rolos: A ideia da regulagem do moedor é bem simples: quanto mais próximos os discos/rolos mais fina será a moagem. Portanto, antes de moer todo o malte observe se a regulagem está correta e vá ajustando-a para obter uma ótima moagem.

Automatizando a Moagem

Caso queira poupar seu braço na hora de fazer a moagem, uma alternativa simples e que te poupará tempo e energia – mas te manterá no sedentarismo – é acoplar uma furadeira no seu moedor.

É bem simples, basta tirar a manivela do seu moedor, deixando apenas o parafuso que o prendia, e em seguida acoplar um gancho em sua furadeira encaixando-o no parafuso do moedor. Pronto! Agora seu malte será moído numa velocidade recorde e sem esforços…rsrs

Referências
Braukaiser.com
Henrik Boden
How To Brew

2 ideias sobre “Moagem do Malte

  1. PEDRO FRANCISCO REPOSSI JUNIOR

    Quais características ideias da furadeira nos seguintes quesitos?
    – Potência
    – Tensão
    – Capacidade
    – Rotação
    – Capacidade de perfuração

    Obrigado.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*