Arquivo da tag: levedura

Como Armazenar os Insumos Cervejeiros

Quando começamos a nos aprofundar nas técnicas e etapas para produzirmos excelentes cervejas em casa, volta e meia esbarramos nos princípios que norteiam a qualidade da nossa cerveja, sendo um deles, a qualidade e frescor dos ingredientes utilizados.

No entanto, em muitos casos, para que possamos economizar um pouco de dinheiro, tanto em relação ao frete quanto pelo desconto, e/ou garantir um estoque de determinado insumo, somos levados a comprar os insumos em grandes quantidades, sendo assim, imprescindível saber como armazená-los corretamente.

Com isso, te faço uma pergunta: será que você está sabendo como armazenar os insumos cervejeiros corretamente?

Armazenando Corretamente os Insumos Cervejeiros

Assim, para lhe auxiliar nesse aspecto, vou lhe mostrar a forma correta de como armazenar e preservar seu malte, lúpulo e levedura, além de te ensinar a mensurar alguns fatores fundamentais quanto a perda de eficiência de determinado ingrediente com o passar do tempo.

Ah! Não se engane, mesmo você não pretendendo armazenar os insumos por muito tempo, é importante seguir algumas das dicas a seguir, para garantir assim, uma boa cerveja e, claro, não perder dinheiro.

Continue lendo

Como Fazer Corretamente o Starter do Fermento

É muito comum no inicio da nossa jornada cervejeira sempre associarmos uma certa complexidade ao termo “Starter do Fermento”, todavia, fazer o starter da levedura é bem mais simples do que se parece, sem contar que se você está buscando trabalhar com levedura líquida, reutilização da lama e, até mesmo, dar aquela economizada no fermento, aprender a como fazer corretamente o starter se torna essencial.

Assim, nesse post vou te ensinar os fundamentos e os cuidados necessários para que você possa conduzir corretamente a propagação do seu fermento.

Aprenda a Fazer o Starter do Fermento
Bem, o Starter nada mais é que uma fermentação em pequena escala, onde buscamos a ativação e multiplicação das leveduras inoculadas, para que desta forma, elas possam nos proporcionar uma fermentação saudável do nosso mosto posteriormente.

Dito isso, e antes de iniciarmos com os procedimentos, é fundamental que você entenda um fator importante para o starter: A Taxa de Inoculção da Levedura. Assim, caso você ainda não tenha muita experiência nesse assunto, te convido a dar uma lida nesse artigo antes de continuar: Como Inocular Corretamente a Levedura.

A importância da Sanitização e os Equipamentos

Assim como em toda parte fria do processo de fabricação da cerveja, a primeira questão que você deve ter em mente na hora de produzir seu Starter é quanto a limpeza e sanitização dos equipamentos e utensílios que serão utilizados. Portanto, seja bastante cuidadoso – lê-se paranoico – com a limpeza e sanitização em todas as etapas de preparo do seu starter.

E por se falar em equipamentos, vamos aos itens necessários e suas respectivas necessidades de limpeza ou sanitização:

Continue lendo

Um brinde as Moscas

Sabemos que uma parte dos aromas de uma cerveja são gerados no processo de fermentação devido a ação das leveduras, mas, você sabe por que as leveduras produzem esses aromas?

É meu amigo, confesso que nunca tinha parado para pensar nisso, mas em busca dessas respostas, uma equipe na Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, descobriu que o agradável aroma produzido pelas leveduras tinha um plano audacioso: atrair moscas!

Isso mesmo, moscas..rsrs

Continue lendo

As cervejas do tipo Lager

Quando os bávaros descobriram que ao estocarem suas cervejas em cavernas frias, nos Alpes – com a intenção de preservá-las no verão -, elas se tornavam mais estáveis que as outras, eles arregaçaram as mangas e começaram a construir suas próprias grutas e adegas. E utilizando blocos de gelo cortados dos rios congelados durante o inverno, conseguiam esfriá-las a uma temperatura adequada. E ao descobrirem que se conseguia fermentar as cervejas a frio, começaram então além de armazenar, também a fermentá-la nessas grutas.

Assim, com a descoberta da levedura Lager, a Saccharomyces Uvarum, que gostava de trabalhar em temperaturas mais baixas, entre 6 e 12º C, e numa fermentação mais lenta que as Ale, iniciou-se a fabricação de um novo tipo de cerveja com aromas e sabores mais limpos, a cerveja Lager.

Cerveja Lager

Tendo como berço a Europa central, sem dúvida a cerveja Lager é um dos tipos de cerveja mais consumidos no mundo, principalmente no Brasil.

Continue lendo

As cervejas do tipo Ale

Sem dúvida a Saccharomyces cerevisiae, levedura das cervejas Ale, é a mais antiga na fabricação de cerveja. Com sua preferência por temperaturas mais altas, entre 15 e 24ºC, as leveduras Ale também são mais rápidas na fermentação do mosto, levando às vezes poucos dias para completarem o trabalho.

CervejaDevido a temperatura elevada, as leveduras Ale produzem cervejas mais complexas e incomparavelmente mais perceptíveis, com aromas e sabores frutados, devido a maior produção de ésteres.

Continue lendo

Levedura: a vida da cerveja!

Por mais que a água, o malte e o lúpulo tenham uma participação fundamental no processo de fabricação da cerveja, é a levedura quem realmente transforma o mosto em nosso precioso líquido.

Assim, somos obrigados a assumir que mesmo depois de um dia “duro” de brassagem, preparando e tomando todo o cuidado para obtenção do melhor mosto, nossa função se resume em apenas produzir o alimento da levedura e mantê-la feliz.

Levedura: o verdadeiro cervejeiro!

Levedura: o verdadeiro cervejeiro!

Existem diversas espécies de leveduras, mas apenas duas principais são utilizadas na fabricação de cerveja: Saccharomyces Cerevisiae, a levedura da cerveja tipo Ale, e Saccharomyces Uvarum, levedura da cerveja tipo Lager.

Continue lendo