Processo de Produção da Cerveja Artesanal: Fervura

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

É na fervura que uma parte dos aromas e sabores de uma cerveja são desenvolvidos.

Com um mínimo de 60 minutos de duração, a fervura contribui para a concentração do mosto – aumentando assim, sua densidade inicial -, caramelização dos açúcares, coagulação das proteínas, além é claro, da esterilização do mosto.

Fervura

É também nesta parte da produção, que se faz a adição do lúpulo, com o intuito de conferir amargor, sabor e aroma, à cerveja.

A fervura contribui também, para a eliminação de algumas substâncias causadoras de sabores/aromas indesejáveis na cerveja, tal como o DMS.

Lupulagem

Como visto no post sobre a História da Cerveja, antigamente utilizavam-se diferentes ervas, com o intuito de se alcançar um equilíbrio e amargor na cerveja.

Com uma influência direta no amargor, sabor e aroma, o tempo da adição e a quantidade  de lúpulo utilizado, são as referências básicas para se enfatizar uma determinada característica da cerveja.

Chegou a hora de temperar nossa cerveja!

Chegou a hora de temperar nossa cerveja!

De uma maneira muito simplista, podemos dizer que a adição do lúpulo para amargor seria no início da fervura, assim como, para sabor na metade do tempo de fervura e aroma ao final da fervura. Mas de qualquer forma, isso não é uma regra geral.

Vamos alimentar nossas amigas leveduras?

Quer Aprender Mais Sobre Cerveja?

Cadastre seu email abaixo e receba gratuitamente as dicas e atualizações do blog!

Fique tranquilo, também odiamos spam 😉

Uma ideia sobre “Processo de Produção da Cerveja Artesanal: Fervura

  1. Pingback: Processo de Produção da Cerveja Artesanal: Fermentação | Condado da Cerveja - Dicas para nobres adeptos da cerveja artesanal e caseira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*