Arquivos da categoria: Dicas

Aprenda a Criar Receitas Cervejeiras

Uma das etapas mais interessantes e divertidas na fabricação da cerveja é, sem dúvida, a imensa possibilidade de criação e evolução das receitas cervejeiras.

Criando Receitas Cervejeiras

(foto adrianpike)

Montar sua própria receita não é nenhum bicho de sete cabeças, no entanto, é imprescindível que você entenda os fundamentos que se encontram por trás dessa divertida jornada.

Assim, para te introduzir na criação de sua própria receita, deixa eu te esclarecer o que acredito serem as bases para a criação de receitas cervejeiras…

Continue lendo

A importância da Limpeza e Sanitização na Produção de Cerveja

Acredito que, de todo o processo de fabricação da cerveja, a limpeza e a sanitização são de longe as etapas mais importantes.

Quando iniciamos nessa jornada de fabricar cerveja em casa, nos preocupamos em entender as rampas de temperatura da brassagem, a lupulagem e os mistérios da fermentação – não que não sejam importantes -, mas esquecemos da importância da Limpeza e Sanitização, os grandes responsáveis por que toda essa mágica aconteça.

Importância da Limpeza e Sanitização

Imagine você projetar aquela Weiss deliciosa e cumprir com êxito todas as etapas do processo porém, ao invés de sanitizar corretamente seu fermentador, você apenas dá aquela lavada “esperta” e despeja o mosto. Aí, depois de alguns dias você tira uma pequena amostra para verificar a atenuação e percebe um cheiro não muito agradável. Intrigado, você dá uma bebericada e, pra sua surpresa, sente um gosto muito longe do que era pra se chamar de cerveja.

Claro, esse foi um exemplo meio simplista de uma possível contaminação, mas pode acreditar: em muitos casos, pequenos deslizes na sanitização podem prejudicar toda uma leva.

O importante é você observar e colocar em prática duas regras:

1 – Tudo que entrará em contato com o mosto antes da fervura deve estar limpo;
2 – Tudo que entrará em contato com o mosto depois do resfriamento deve estar limpo e sanitizado.

Pode ter certeza de que, com a aplicação dessas duas regras, mais da metade de todo o seu processo de fabricação já estará com grandes possibilidades de dar certo. Portanto, não seja preguiçoso meu caro…rs

É bastante comum ouvirmos no cotidiano cervejeiro a máxima: “tudo que cair no caldeirão vira tempero!”. E ela não deixa de estar certa. Porém, não confunda “o que cair no caldeirão” com as sujeiras que já estão nele.

Qual a importância da limpeza?

Muitos afirmam que o processo de fabricação se inicia com a moagem do malte, porém, para que você possa iniciar a moagem, o moedor precisa estar limpo, certo? Portanto, o primeiro passo na produção da cerveja, independente do método que você utiliza, será a limpeza.

A limpeza tem por objetivo retirar todas as partes sólidas – sujeiras e afins – que estejam presentes na superfície do seu utensílio para que durante seu uso elas não se soltem e se misturem no mosto.

Continue lendo

Receita da Delação Premiada, a IPL da Beertoon!

Com a chegada do Mondial de la Bière Rio 2015, a ansiedade pelo lançamento das cervejas da Beertoon, uma cervejaria cigana liderado pelo Mestre Leonardo Botto ao lado do cartunista Ique e do empresário Léo Cerqueira, só aumenta. Mas para acalmar os ânimos, que tal produzir uma Indian Pale Lager com a receita da Delação Premiada?

Delação Premiada

Receita da Delação Premiada

Receita para 24 litros de mosto com rendimento de 75%:

Continue lendo

A importância do Software Cervejeiro

Quando iniciamos nesse maravilho hobby de fazer cerveja artesanal observamos na prática como que muitas das aulas de matemática e física não foram em vão.

Software Cervejeiro

Porém, dentre os diversos cálculos cervejeiros que compõe os alicerces de nosso precioso líquido (cálculo de amargor, graduação alcoólica, eficiência de brassagem, cálculo de quantidade de malte, quantidade de água, cor da cerveja e muitos outros), constatamos também que se caso, assim como eu, você não for um matemático talvez terá de arrumar um outro hobby ou seguir religiosamente uma receita qualquer, dado à complexidade de muitos desses cálculos.

Mas calma, nem tudo está perdido.
Nós temos uma salvação: o Software Cervejeiro!

Continue lendo

Como fazer Pão de Malte (Malzbrot)

Quem nunca se perguntou no que fazer com tanto bagaço de malte no final da brassagem, não é mesmo? Na maioria dos casos jogar fora é sempre a primeira opção, mas calma cervejeiro… Todo esse bagaço pode ser utilizado para muitas outras coisas, tipo: alimentar animais, secar e como com frutas ou iogurte e até mesmo, fazer pães.

E como já colocamos pra fermentar nosso pão líquido, por que não arriscarmos em fazer um pão de malte, quero dizer, pão de bagaço de malte.

Pão de Malte

Mas pode ficar tranquilo caso também tenha optado por comer com frutas, vamos utilizar somente uma pequena quantidade desse bagaço todo aí… =)

Como fazer pão de malte

Continue lendo

Como fazer o Envase da Cerveja Artesanal

Com o priming preparado e a nossa preciosa cerveja devidamente transferida para outro balde, iniciaremos agora o envase da cerveja artesanal.
Envase da Cerveja Artesanal
Uma dica importante: separe uma quantidade suficiente de garrafas para acomodar toda sua cerveja e faça a devida limpeza e sanitização delas. Isso pode ser feito durante a preparação do açúcar invertido ou até mesmo antes.

Limpe as garrafas com uma escova – daquelas de limpar mamadeira – e um pouco de detergente neutro, se preocupando em retirar toda sujeira que estiver no interior das garrafas. Enxágue-as muito bem! Após a limpeza faça a sanitização de todas elas com uma solução de iodo.

Continue lendo

Como fazer a Carbonatação da Cerveja Artesanal

Agora que sua cerveja já passou por um período de maturação e clarificação, é chegada a hora de aprender a como fazer a carbonatação da cerveja artesanal.

A carbonatação da cerveja pode ser feita de diferentes modos, sendo o Priming e a Carbonatação Forçada, os dois métodos mais utilizados na fabricação caseira.

Como fazer a carbonatação da Cerveja Artesanal

O priming consiste, basicamente, em adicionar uma quantidade extra de açúcares fermentáveis na cerveja para que as leveduras residuais iniciem uma refermentação na garrafa, gerando CO2 e a consequente carbonatação da cerveja. Já a carbonatação forçada consiste na aplicação de CO2 diretamente na cerveja embarrilhada.

Continue lendo

Como fazer a Maturação da Cerveja Artesanal

A maturação é um processo de arredondamento dos aromas e sabores da cerveja que se inicia logo após o término da fermentação primária e se perpetua para até após o envase da cerveja.

Maturação da Cerveja Artesanal

Portanto, não confunda maturação com clarificação da cerveja! 😉

Muitos cervejeiros caseiros costumam seguir a risca o tempo de fermentação mostrado na receita – tipo 7 dias a 18ºC – e logo em seguida já levam a cerveja para a garrafa sem ao menos conferir se a atenuação foi realmente finalizada.

É fundamental que se faça uma fermentação secundária da cerveja para que ocorra a absorção dos subprodutos gerados na fermentação primária e um consequente arredondamento dos aromas/sabores da cerveja.

Como fazer a Maturação da Cerveja Artesanal

Como vimos no post sobre o Processo de Fermentação da Cerveja Artesanal, elevar a temperatura do fermentador após a estabilização da atenuação da densidade original irá acelerar o processo de absorção dos subprodutos gerados durante a fermentação. Porém, como uma boa parte das leveduras sedimentaram com o término da fermentação primária, esse processo poderá demorar um pouco mais do que você imagina.

Continue lendo

Aprenda sobre o Processo de Fermentação

Muitos se preocupam excessivamente com a brassagem – não que não seja importante – mas acabam negligenciam o processo de fermentação. Talvez por ser um processo que não dependa de nossa intervenção, exceto pela inoculação do fermento, ou por ser realmente misterioso no começo.

Fermentação da Cerveja Artesanal

Fermentação da Cerveja Artesanal

A fermentação tem um papel essencial na produção da cerveja artesanal, pois é nesta etapa que as leveduras transformam o líquido adocicado que produzimos na tão desejada cerveja. E aprender como tudo isso funciona é de extrema importância para a produção de ótimas cervejas.

Durante a fermentação, as leveduras irão consumir os açúcares fermentáveis do mosto gerando o álcool e o CO2, os aromas e sabores, e também a redução o pH da cerveja.

O tempo e a temperatura de fermentação podem variar de acordo com a densidade inicial do mosto, o tipo de levedura utilizado e as características que você busca na cerveja.

O que leva a uma boa fermentação?

Basicamente três fatores são determinantes para uma boa fermentação:

– A quantidade e viabilidade da levedura utilizada;

– A aeração e os nutrientes dissolvidos no mosto;

– E o Controle da Temperatura de fermentação.

Continue lendo

Lançado o Guia de Estilos BJCP 2015

Um dos guias de estilos mais utilizadas como referência em competições e norteador para receitas, o BJCP, lançou depois de 7 anos a sua mais esperada versão: o Guia de Estilos BJCP 2015!

Guia de Estilos BJCP 2015

Com a necessidade de acompanhar a evolução cervejeira notada nos últimos anos, esta nova versão do BJCP traz 34 categorias e um total de 103 estilos de cerveja catalogados, separados de uma forma que permite uma maior agilidade para uma revisão futura e a facilidade nos julgamentos.

Para aqueles que já estavam acostumados com a versão de 2008, observará que muitos nomes e números de categoria sofreram algumas modificações.

Um ponto interessante do Guia de Estilos BJCP 2015, que vai agradar aos amantes da querida IPA, foi a criação de uma categoria chamada de Specialty IPA, a qual engloba algumas variações do estilo tais como: Belgian IPA, Black IPA, Brown IPA, Red IPA,Rye IPA e White IPA.

Continue lendo